Resenha - Fazendo meu filme - A Estreia de Fani (1)

Olá pessoal,tudo bem? Confiram abaixo a sinopse e a resenha do livro ''Fazendo meu filme - A Estreia de Fani'':

 

Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 

“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades. 


Já estava á tempos querendo comprar os livros do ''Fazendo meu filme'',então passei ele na frente de outras leituras que estavam esperando,e não me arrependi.

Como já puderam notar na sinopse,o livro fala sobre uma garota chamada Fani,que tem 16 anos (minha idade daqui á alguns dias),e sobre as reviravoltas que podem acontecer em tão pouco tempo na vida de uma adolescente.

No início não estava dando muita fé,porque logo de cara já notei que seria clichê,porém ao longo das páginas,continuei com a visão de ser clichê mas,gostei muito.Me identifiquei em alguns trechos do livro,o que deixou a leitura mais envolvente e deixando certa angústia ao leitor,criando uma expectativa de como tudo terminaria.

Li 200 páginas em menos de dois dias,e vejam que meu tempo está curto.Tudo isso,pela leitura fácil de ser compreendida,e bonita.
Estou ansiosa para o início da leitura do Fazendo meu filme (2),espero que a história não mude muito de rumo ou algo do gênero.

Dou nota 4 ao livro! Não dou 5,porque apesar de a história se passar com uma garota de 16 anos,parece que está se passando com uma garota de 12,até a metade do livro parecia que a Fani (personagem principal) tinha 12 anos com seus surtos e ''apaixonites'' meio medonhas na minha opinião.


Espero que tenham gostado,leitores.

AC  ~

1 comentários:

  1. É interessante como você captou a idade "mental" da personagem. As vezes acontece comigo no livro, em Extraordinário, por exemplo, o garoto tem 11 anos mas fala como se tivesse 25 e isso me incomoda. Claro que não seria interessa um personagem de 11 agir como alguém de 11 porque ai seria um livro bem infantil. Mas eu realmente me incomodo com personagens que tem mais e aparentam ter menos.
    Sua resenha ficou incrível!

    http://www.literalinda.com.br/

    ResponderExcluir